Programas da Adobe em Nuvem – Creative Cloud

A Adobe inicia uma nova fase na nuvem. A empresa anunciou nesta segunda-feira, 6, que os pacotes Creative Suite (Photoshop, Illustratos, InDesign e outros softwares) serão substituídos pelo Creative Cloud, com foco no armazenamento em nuvem.

Com isso, os programas migrarão completamente para o modelo de assinaturas, no qual o usuário utiliza os softwares mediante pagamento mensal. O Creative Suite 6 continuará à venda, porém, o próximo pacote já será CC — Creative Cloud –, e não CS7.

Para a Adobe, a medida pode ser uma forma de combater a pirataria e também garantir fluxo de caixa. Os preços das assinaturas no Brasil ainda não foram divulgados, mas nos Estados Unidos o valor varia entre US$ 20 e US$ 70, dependendo do tipo de plano (corporativo, doméstico ou para estudantes) e do número de aplicativos.
Fonte: Olhar Digital

O que é a Adobe Creative Cloud?

A Creative Cloud reúne tudo de que você precisa para criar seu melhor trabalho. Uma simples associação dá a você e a toda a sua equipe acesso às versões mais recentes de todos os aplicativos profissionais de criação próprios para desktop da Adobe, como Photoshop®, o Illustrator® e muito mais, além de novos recursos e atualizações assim que estão disponíveis…

Preciso de acesso contínuo à Internet para usar os aplicativos de desktop da Creative Cloud?

Não. Os aplicativos de desktop da Creative Cloud (como o Photoshop e o Illustrator) são instalados diretamente em seu computador, de modo que você não precisa de conexão contínua à Internet para usá-los no dia-a-dia.

Você só precisará estar online quando instalar e licenciar seu software. Se tiver associação anual, você precisará conectar-se à Internet para validar suas licenças de software a cada 30 dias. Porém você poderá usar os produtos durante 180 dias, mesmo que esteja offline.

Preciso baixar e instalar todos os aplicativos disponíveis na Creative Cloud de uma só vez?

Não. A Creative Cloud permite-lhe instalar cada aplicativo separadamente, quando for melhor para você. Misture e instale o que quiser: você tem liberdade para escolher que aplicativos instalar.

Veja mais detalhes sobre Creative Cloud

O fim do Fireworks – 1998 a 2013

Certamente muitos de vocês se lembram com carinho do Fireworks. A aplicação antes da compra da Macromedia pela Adobe e era popular entre os usuários mais focado no desenvolvimento de conteúdo para sites, priorizando ferramentas simples e fácil de realizar as tarefas.

No entanto, hoje Adobe decretou o fim do Fireworks. Porque após o recente anúncio de que a aplicação do pacote Adobe Creative Suite (CS) deixará de existir e da venda das licenças só será através de um sistema de assinatura chamado Creative Cloud (CC), foram mencionados programas de renovação que : Photoshop, Dreamweaver, Flash… Assim, a empresa comunicou em seu blog oficial a notícia de que o Fireworks seria interrompido.

Não vai ter novas funcionalidades, mas o Fireworks CS6 permanecerá disponível para compra, e ele vai ficar atualizado para suportar os próximos grandes lançamentos do Mac OS X e Windows. Confira o blog da equipe de fogos de artifício para maiores informações.

História: Macromedia tinha efetivamente desligar desenvolvimento fogos de artifício antes de ser adquirida pela Adobe. Adobe reviveu o app e investiu pesadamente em tornar o aplicativo mais poderoso para prototipagem rápida e muito mais.

Os argumentos apresentados são que os recursos oferecidos no Fireworks correspondem ao que outro pacote de aplicativos da Adobe, especificamente o Photoshop.
Como esperado, nas mídias sociais já estão discutindo essa decisão da Adobe, especialmente porque um dos mais amados aspectos do Fireworks, além de suas funções, foi a interface mais rápida e oferta de fluxo de trabalho.

Fonte: Blogs Adobe

Você acha que o Photoshop substitui o Firework?